Tema para o Ensino Básico: Violência doméstica e no namoro: da sensibilização à ação!
Tema para o Ensino Secundário: Violência doméstica e no namoro: como garantir o respeito e a igualdade?

 

Sessão Escolar do Ensino Básico e do Ensino Secundário: 26 de agosto de 2019 a 19 fevereiro de 2020
Sessão Regional do Ensino Básico: 9 de março de 2020
Sessão Regional do Ensino Secundário: 10 de março de 2020
Sessão Nacional do Ensino Básico: 4 e 5 de maio de 2020
Sessão Nacional do Ensino Secundário: 25 e 26 de maio de 2020


   

Eleitos os representantes do Círculo dos Açores do Ensino Secundário para a Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens

A Violência Doméstica e no Namoro: Como Garantir o Respeito e a Igualdade? constituiu o tema da Sessão Regional da 25.ª edição do Parlamento dos Jovens do Ensino Básico, que se realizou durante o dia de ontem, na sede da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

O projeto base apresentado pela Escola Secundária Antero de Quental foi o eleito pela maioria dos jovens representantes das Escolas dos Açores. Posteriormente decorreu o debate em sede de Comissão, onde os Jovens Deputados tiveram a oportunidade de apresentar várias propostas de alteração ao projeto-base que, depois de votado, resultou no documento final que será apresentado pelo círculo dos Açores na Sessão Nacional, a decorrer na Assembleia da República, nos próximos dias 25 e 26 de maio.

A Escola Secundária Antero de Quental, a Escola Secundária Vitorino Nemésio, a Escola EBI/S Cardeal Costa Nunes e a Escola Básica e Secundária Mouzinho da Silveira foram eleitas para representar o Círculo dos Açores na Sessão Nacional. Frederica Pacheco, da Escola Secundária Antero de Quental, foi a aluna eleita porta-voz da delegação regional. Quanto ao tema proposto para a edição do Parlamento dos Jovens do próximo ano, o mais votado foi o Sistema Educativo Português apresentado pela Escola Secundária Antero de Quental.

Decorreu, também na sede do Parlamento Açoriano, a Sessão Regional do Euroscola, subordinada ao tema Valores Europeus: também são os teus!, que contou com a participação de sete escolas do arquipélago, sagrando-se vencedor o Colégio do Castanheiro, com as alunas Carolina Porto e Eva Rodrigues, que representarão os Açores na Sessão Nacional.

Todas as medidas apresentadas pelos jovens deputados do Ensino Secundário podem ser consultadas no sítio da Assembleia Legislativa, em www.alra.pt.

Horta, 11 de março de 2020.

(versão p/impressão)

 


 

Presidente da ALRAA apela à sensibilização dos jovens açorianos para travar violência doméstica e no namoro

 

A Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores apelou aos jovens açorianos para que sejam os agentes mobilizadores de uma ação profícua contra o desrespeito pelo outro, nomeadamente, nos casos de violência doméstica.

O apelo foi lançado esta manhã, no discurso de abertura da sessão regional da 25.ª edição do Parlamento dos Jovens do ensino secundário, subordinada ao tema Violência Doméstica e no Namoro: Como Garantir o Respeito e a Igualdade?

Ana Luís sublinhou que “existe um grande trabalho de sensibilização, mas os números revelam de que ainda temos um longo caminho a percorrer”, alertando os jovens para a “perceção” dos vários tipos de violência, que não apenas a física, como “uma violação dos Direitos Humanos”, que não deve ser tolerada de forma alguma.

 

     

 

Para isso, salientou Ana Luís, “temos que, em conjunto, continuar a trabalhar para uma alteração efetiva de comportamentos que favoreçam uma mudança cultural e social para então alcançarmos uma sociedade mais justa, baseada no respeito pelos direitos humanos”, seja através de ações de sensibilização, de formação às famílias, de alargamento da rede de apoio social, de ajuda às instituições que apoiam diretamente as vítimas, entre tantas outras ações. Daí a importância de “termos a consciência que a mudança começa em cada um de nós, com a nossa capacidade de respeitar o outro, com as suas diferenças e com as suas características próprias”, realçou a Presidente do Parlamento Açoriano.

 

 

Antes de terminar, Ana Luís destacou a importância do envolvimento dos jovens nestas temáticas e também no processo democrático, na qualidade de futuros agentes da mudança, que começa, primeiramente, “em nós e no respeito pelo outro”.

Horta, 10 de março de 2020.

(versão p/impressão)

 


 

Eleitos os representantes do Círculo dos Açores do Ensino Básico para a Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens

  

A Violência Doméstica e no Namoro: da Sensibilização à Ação! constituiu o tema da Sessão Regional da 25.ª edição do Parlamento dos Jovens do Ensino Básico, que se realizou durante o dia de hoje, na sede da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

O projeto base apresentado pela Escola Secundária Vitorino Nemésio foi o eleito pela maioria dos jovens representantes das Escolas dos Açores. Posteriormente decorreu o debate em sede de Comissão, onde os Jovens Deputados tiveram a oportunidade de apresentar várias propostas de alteração ao projeto-base que, depois de votado, resultou no documento final que será apresentado pelo círculo dos Açores na Sessão Nacional, a decorrer na Assembleia da República, nos próximos dias 4 e 5 de maio.

A Escola Secundária Vitorino Nemésio, a Escola Secundária Jerónimo Emiliano de Andrade, a Escola Secundária Domingos Rebelo e a Escola B1, 2, 3/S Mouzinho da Silveira foram eleitas para representar o Círculo dos Açores na Sessão Nacional. Gonçalo Matos, da Escola Secundária Vitorino Nemésio, foi o aluno eleito porta-voz da delegação regional. Quanto ao tema proposto para a edição do Parlamento dos Jovens do próximo ano, o mais votado foi o Sistema Educativo Português apresentado pela Escola Secundário Vitorino Nemésio.

Todas as medidas apresentadas pelos jovens deputados do Ensino Básico podem ser consultadas no sítio da Assembleia Legislativa www.alra.pt.

Horta, 9 de março de 2020.

(versão p/impressão)

 


 

Presidente da ALRAA apela ao término da Violência Doméstica e no Namoro

 

A Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores desafiou os jovens açorianos na busca de respostas combativas ao flagelo da violência doméstica e no namoro.

O apelo foi lançado esta manhã, na sessão regional do Parlamento dos Jovens do ensino básico, que decorre na sede do parlamento açoriano.

Depois de saudar os jovens presentes na sessão, Ana Luís reforçou a importância do tema escolhido para a 25.ª edição do parlamento dos jovens, Violência Doméstica e no Namoro: da Sensibilização à Ação!, que “exige, da nossa parte, uma grande responsabilidade e consciência” porque “ é, sem dúvida, uma realidade premente da nossa sociedade e muito preocupante.” A Presidente da Assembleia Legislativa apontou, como exemplo, os números “assustadores” de casos de violência doméstica em Portugal, desde 2016 e até aos dias de hoje.

 

   

 

“Se é verdade que no contexto da violência doméstica, esta é exercida, na sua maioria, pelos homens contra as mulheres, na violência no namoro, apesar da maior percentagem de vítimas serem raparigas, as agressões, sejam elas físicas ou verbais, são praticadas por ambos os géneros”, realçou a  Presidente do Parlamento junto dos jovens deputados açorianos.

Antes de terminar, Ana Luís apelou à sensibilização de todos os jovens açorianos, na qualidade de futuros decisores do arquipélago, para refletirem e adotarem comportamentos e ações diferenciadores e inovadores, que travem o flagelo da violência doméstica e no namoro na nossa sociedade.

Horta, 9 de março de 2020.

(versão p/impressão)

 


 

 

O flagelo da Violência Doméstica e no Namoro é o tema em debate nas Sessões Regionais do Parlamento dos Jovens, que decorrem nos dias 9 e 10 de março na sede da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

Cerca de centena e meia de jovens estudantes do ensino básico e do ensino secundário de todas as ilhas do arquipélago, marcam presença no Parlamento Açoriano para a Sessão Regional do Programa Parlamento dos Jovens, que comemora este ano a sua 25.ª edição.

A Sessão Regional é o resultado do trabalho desenvolvido nas escolas nos últimos meses e que culminou com a eleição dos seus representantes para, por um dia, assumirem as funções de deputado no Parlamento Açoriano e, posteriormente, na Assembleia da República.

O tema central da 25.ª edição do Parlamento dos Jovens versa sobre a Violência Doméstica e no Namoro dividido em dois subtemas: “Da sensibilização à ação!” para os alunos do ensino básico e “Como garantir o respeito e a igualdade?”  para os jovens do ensino secundário.

Durante as sessões os jovens são confrontados com o processo parlamentar e com todas as regras inerentes ao debate democrático. No decorrer dos trabalhos, os alunos deputados aprovam entre eles os Projetos de Recomendação para submeter à Sessão Nacional e elegem os deputados que os vão representar na Assembleia da República.

Esta edição conta com a participação de 65 alunos do ensino básico e 92 jovens do ensino secundário, números que englobam 9 alunos jornalistas candidatos ao prémio Reportagem Parlamento dos Jovens – Açores, sendo 4 do ensino básico e 5 do ensino secundário.

No dia 9 de março, pelas 20h30, decorre o concurso Euroescola, subordinado ao tema Valores Europeus: também são os teus!, que conta com a participação de 14 alunos, de 7 escolas dos Açores.

O Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República, em parceria com a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores e o Governo Regional dos Açores, que visa estimular o gosto dos jovens estudantes pela participação cívica e política.

Horta, 8 de março de 2020

(versão p/impressão)

 


 

MULTIMÉDIA

Vídeos e fotos da Sessão Regional

 


 

 

PRÉMIO “REPORTAGEM PARLAMENTO DOS JOVENS – AÇORES”

  

 

  • 2.ª Fase do Concurso

  


 

 


Outros anos: 2018/20192017/20182016/2017 - 2015/2016 - 2014/2015 - 2013/2014 - 2012/2013 - 2012 - 2011 - 2010 - 2009 - 2008 - 2007 - 2005 - 2004 - 2003 - 2000 - 1996