A Presidente da Assembleia estabeleceu, na sua intervenção no Concerto Solidário em Santa Maria, uma analogia entre a ilha de Santa Maria e a Assembleia Legislativa, sendo a ilha a mais antiga dos Açores, “a ilha primordial, aquela que primeiro emergiu do mar e se deu ao mundo, a que primeiro abriu uma porta de entrada aos intrépidos viajantes que se atreveram a desbravar os caminhos do oceano atlântico e, mais tarde, dos espaços intercontinentais”.

A Assembleia Legislativa é – afirmou Ana Luísa Luís – “uma Casa mãe da Autonomia que emergiu como o primeiro órgão de governo próprio da Região Autónoma dos Açores em 1976, concretizando sonhos e lutas seculares dos nossos antepassados e tornando-se o acesso comunicacional dos representantes de todas as vozes neste percurso autonómico hoje trilhado por todos os cidadãos.”

Referindo-se à proximidade da efeméride dos quarenta anos da nossa autonomia, a Presidente explicou que a Assembleia decidiu “esbater distâncias e lonjuras tão dolorosamente vividas antes e tão bem cantadas pelos nossos poetas” e chegar a todos os cidadãos, aproximar os açorianos de todas as ilhas e dar-lhes voz, numa iniciativa sempre nova porque em cada ilha assume uma forma inteiramente diferente, com a celebração dos valores intrínsecos à própria ilha.

O Concerto Solidário de Santa Maria realizou-se na Biblioteca Municipal de Vila do Porto, no dia 1 de fevereiro e reuniu, durante duas horas, música e palavras poéticas de inspiração mariense, apresentadas por Rui Melo, numa diversidade de estilos sedutora para a audiência também diversa, que encheu por completo a sala.

A solidariedade mariense também se mostrou generosa para com a instituição sorteada: o Recolhimento de Santa Maria Madalena.

Horta, 2 fevereiro 2015.

 

 

Discurso da Presidente da ALRAA, Ana Luísa Luís, no Concerto na Biblioteca Municipal de Vila do Porto integrado no Parlamento Solidário.

Exmo. Senhor Vereador, em representação do Senhor Presidente da Câmara de Vila do Porto
Exma. Senhora Deputada e Exmo. Senhor Deputado
Exmas. Autoridades, Convidados, Senhoras e Senhores

Começo por agradecer a vossa presença no Concerto Solidário em Santa Maria, promovido pela Assembleia em colaboração com tantas e tão diversas boas vontades!

Este é um momento especial - partilhado neste fim de tarde -, que nos une a todos na solidariedade, na cultura tradicional e contemporânea, na música e na palavra, na presença integrada de gerações e de pessoas diferentes, nos autores que sentiram de modo impressivo – e expressivo pelos textos que nos deixaram! – nos autores que sentiram, dizia eu, de modo extraordinário esta primeira ilha dos Açores na formação e na descoberta.

É para mim uma alegria enorme estar em Santa Maria, cujo nome foi premonitório de uma sabedoria rica e de um pulsar forte e profundo que se repercute em toda a ilha revelando a coragem e o potencial de uma ilha mãe.

Assim eu sinto Santa Maria, assim eu vejo os marienses, dotados de resiliência e de ânimo para vencer adversidades e para conquistar o seu futuro com o vigor da ilha primordial, aquela que primeiro emergiu do mar e se deu ao mundo, a que primeiro abriu uma porta de entrada aos intrépidos viajantes que se atreveram a desbravar os caminhos do oceano atlântico e, mais tarde, dos espaços intercontinentais.

Assim é a Assembleia Legislativa: uma Casa mãe da Autonomia que emergiu como o primeiro órgão de governo próprio da Região Autónoma dos Açores em 1976, concretizando sonhos e lutas seculares dos nossos antepassados e tornando-se o acesso comunicacional dos representantes de todas as vozes neste percurso autonómico hoje trilhado por todos os cidadãos.

A Assembleia escolheu, assim, nesta reta para a celebração dos quarenta anos da nossa autonomia, esbater distâncias e lonjuras tão dolorosamente vividas antes e tão bem cantadas pelos nossos poetas mas hoje tão ultrapassáveis pelos meios ao alcance de todos nós.

Este Concerto insere-se, portanto, num projeto da Assembleia que tem como linha condutora este ideal de chegar a todos os cidadãos, aproximar os açorianos de todas as ilhas e dar-lhes uma voz próxima, solidária, cultural, aberta, participativa, inclusiva, intergeracional, uma voz que traz a memória do passado e a integração e sustentabilidade no presente.

É o Parlamento Presente, um Parlamento que percorre todas as ilhas e em todas recebe e dá. Com os seus Deputados e com todos os cidadãos constrói uma nova etapa de participação dos açorianos na nossa vida democrática.

Estava previsto estarmos juntos no dia 15 de novembro. Mas uma notícia mais forte deixou-nos sem razão para celebrar o conceito original destes concertos e a ilha de Santa Maria: a partida de um construtor da autonomia, o primeiro que nos deixou nesta etapa da autonomia constitucional. Seria impossível conciliar a tristeza da sua partida com a alegria desta iniciativa. O respeito comandou a nossa decisão.

Hoje vamos então viver em pleno a alegria da música, da palavra, da ilha, dos afetos, do convívio, da igualdade na diferença.

Obrigada, portanto, à assistência calorosa que rodeia este evento; aos colaboradores generosos que vieram abrilhantar esta noite com a beleza e a pujança das suas atuações; à Câmara Municipal e ao Asas do Atlântico bem como a todos aqueles que apoiaram este evento.

A todos, muito obrigada!


Vila do Porto, 1 fevereiro 2015.

 


 

Registo Fotográfico

 


 

O Concerto Solidário em Santa Maria irá realizar-se no próximo dia 1 de fevereiro de 2015, na Biblioteca Municipal de Vila do Porto, pelas 17:30

A Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores promove este Concerto no âmbito do projeto Parlamento Presente, com a colaboração de algumas entidades, grupos e cidadãos, envolvendo os valores de Santa Maria e realçando, com a participação dos marienses, a produção cultural da ilha e o seu sentido solidário.

Santa Maria é uma ilha com amplas tradições e um cosmopolitismo musical marcado pela Maré de Agosto e a sua influência, pelo que estarão presentes no Concerto, a título gracioso, diferentes estilos musicais, numa diversidade enriquecedora.

Escritores de várias gerações integram esta homenagem a Santa Maria ditos e interpretados por vozes, com participação igualmente graciosa, significativas no mundo da palavra.

O produto dos donativos anónimos será entregue a uma Instituição Particular de Solidariedade Social, a sortear durante o evento.


O concerto é aberto ao público em geral.

Horta, 23 janeiro 2015.

 


 

 


 

 

 


Nota Informativa da Presidência da ALRAA - A Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores informa que devido ao falecimento do antigo Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Alberto Romão Madruga da Costa, que o Concerto Solidário agendado para o dia 15 de novembro, na ilha de Santa Maria, foi adiado para uma data a anunciar oportunamente.


 

 

Concerto Solidário - Santa Maria

A Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, no âmbito do Programa Parlamento Presente, promove um Concerto Solidário em Santa Maria no próximo dia 15 de novembro, pelas 21:00, na Biblioteca Municipal.

O Concerto é um misto de cultura e solidariedade, de música e de palavra, e pretende envolver os valores de Santa Maria e realçar, com a participação dos marienses, o pulsar da ilha e o colorido do seu movimento.
 
Diferentes estilos musicais e escritores de várias gerações integram esta homenagem a Santa Maria, a título gracioso, revertendo o produto dos donativos anónimos para uma Instituição Particular de Solidariedade Social, a sortear durante o evento.

O concerto é aberto ao público em geral.